As frutas são alimentos que podem perder muito rápido, principalmente, para quem mora sozinho ou que possuem uma rotina frenética e acaba se esquecendo de comer. Para evitar o desperdício de comida e consequentemente de dinheiro é preciso adotar algumas práticas que fazem com que as frutas sejam conservadas e possam ser utilizadas antes de apodrecerem. Para quem gosta de guarda-las cortadas, também pode aderir dicas que irão manter o bom estado de conservação. Aprenda!

Bananas


Independentemente do tipo de banana, o ideal é que elas sejam separadas do cacho, uma por uma, mas, sem retirar o talo, ou seja, o cabinho da ponta. Feito isso, envolva o talo com papel filme. Essa atitude faz com que a fruta dure mais, pois, a emissão do gás etileno responsável pelo amadurecimento de diversas frutas é inibida ao serem separadas e envolvidas no plástico.


Maçãs


Se você tem o costume de deixar as frutas na fruteira, talvez seja melhor mudar as maçãs de lugar. O local mais apropriado para elas é a geladeira de preferência em uma gaveta separada ou até mesmo cobertas por uma toalha úmida. Da mesma forma como ocorre com as bananas, as maçãs também emitem o gás etileno e a maturação de outras frutas ou vegetais pode afetá-las, quando colocados no mesmo compartimento. Portanto, guarde as maçãs em baixa temperatura, na geladeira, e em uma gaveta separada.


Tomate


Diferente da maçã, o tomate não deve ser guardado na geladeira. Isso porque, o frio pode modificar o DNA da fruta e assim diminuir o aroma e o sabor da fruta. De acordo com uma pesquisa publicada em 2016 pela Academia Nacional de Procedimentos e Ciências dos Estados Unidos, a atividade genética dos tomates cai quando eles são refrigerados, reduzindo seu gosto. Esse processo não volta a acontecer depois que o alimento é exposto à temperatura ambiente. No entanto, o ato de guardar os tomates na geladeira retarda o processo de amadurecimento, apesar de deixar a fruta menos saborosa.

Melancia


Se a melancia fica mais saborosa gelada porque não deixar a fruta sempre refrigerada? Após fatiar, coloque-a na geladeira. Dependendo do tempo em que a fruta foi comprada é melhor deixá-la inteira, na temperatura ambiente. Mas, se a pessoa adquirir somente um pedaço do alimento é necessário guardá-lo no frio assim que chegar em casa.

Frutas climatéricas


Se enquadram nas frutas climatéricas todas aquelas que continuam o processo de amadurecimento, mesmo após serem colhidas. Alguns exemplos são: pêssego, ameixa, tomate, kiwi, caqui, pêra, maracujá, maçã, abacate, melão, banana, manga e mamão. Sendo assim, o mais recomendado é não estocar esse tipo de alimento. Ao comprar em grades quantidades, opte por uma mistura entre as maduras e as verdes, assim você pode consumi-las ao longo da semana, em seu ponto ideal. Guarde as frutas maduras e prontas para o consumo na geladeira e deixe as mais durinhas em uma fruteira.

Frutas não climatéricas


Em contrapartida, as frutas que não são climatéricas não prosseguem o amadurecimento após serem colhidas. Entram nessa categoria: uva, coco, limão, berries, figo, carambola, romã, melancia, abacaxi e laranja. Um experimento feito em 2011, pela equipe da Cook's Illustrated Magazine, testou diversos efeitos sobre a vida útil das uvas. Eles compararam as uvas dentro e fora do caule, higienizadas ou não. A conclusão foi que os frutos não lavados presos ainda no cabo demoram mais tempo para estragar. Esse resultado consegue ser ainda mais eficaz se a pessoa remover as frutinhas que apodrecem ao longo da semana. Dessa forma, assim como as uvas, guarde as frutas não-climatéricas em potes separados dentro da geladeira e higienize apenas na hora do consumo.

Frutas cortadas


Para quem prefere guardas as frutas cortadas, a melhor opção é armazena-las em potes não transparentes e fechados, de forma separada. Vasilhas com cores mais escuras, como por exemplo, pretos e marrons, ajuda a evitar que as frutas fiquem expostas à claridade. Dessa forma, elas ficam protegidas contra a luz e tendem a durar bem mais tempo. Basta usar um pote diferente para cada tipo de fruta que não tem erro.


No caso das saladas de frutas, normalmente feitas com abacaxi, maçã, banana, morango, uva, manga, mamão e laranja, devem ser consumidas em até uma semana, para não perderem sabor e nutrientes. O ideal é guardar a salada em um pote de vidro fechado.


Para conservar a salada de frutas por mais tempo uma boa opção é colocar bastante suco de limão ou laranja. Assim, as frutas cortadas ficam submersas no suco ácido, o que faz com que elas demorem bem mais a estragar.

Maçãs e peras


Para as pessoas que costumam guardar maçãs e peras cortadas, uma dica essencial é pingar um pouco de suco de limão na polpa das frutas antes de guardá-las na geladeira. O limão ajuda a conservar melhor o alimento, principalmente os que contém polpa clara, além de prolongar o tempo em que a fruta ficará com a cor normal, ou seja, as maçãs e peras demoram mais a apresentar tonalidade escura.

Vale lembrar, guarde não apenas as frutas, mas também os legumes e verduras enrolados em plásticos e sem lavar. Deixe para lavar somente quando for consumir pois assim, o alimento terá maior durabilidade.

Se você atua na área da nutrição e é fascinado (a) por uma boa alimentação capaz de gerar maior qualidade de vida para as pessoas, que tal aprofundar seus estudos sobre a qualidade dos alimentos? Para isso, você só precisa conhecer e fazer sua matrícula no MBA em Gestão da Qualidade, Produção e Higiene de Alimentos do Incursos. Se torne um (a) especialista no assunto e se destaque no meio profissional.



Fonte: Casa e Jardim, e Casa Prática Qualitá

Imagem: 123RF