A menopausa marca o tempo em que a mulher menstruou pela última vez, nesse período diversas mudanças ocorrem no corpo. A sensação súbita de calor ou de frio e até insônia à noite podem entrar na rotina do público feminino que se encontra, geralmente, na faixa de 40 a 55 anos. Dessa forma, a alimentação também é um fator que precisa mudar. Consumir certos alimentos podem até diminuir os sintomas da menopausa.

Dentre os alimentos que são interessantes incluir nesse período, estão:


Alimentos ricos em fitoestrogênios – soja e alimentos à base de soja, inhame, lentilha, grão de bico, amendoim, rebentos de alfafa de feijão e de soja, sementes de linhaça, farelo de centeio, trigo integral, cevada, sementes de sésamo e semente de abóbora;

Legumes, hortaliças e frutas frescas – principalmente as cítricas;

Alimentos ricos em vitamina A – os de cor de laranja;

Folhas verde-escuro – como brócolis e espinafre;

Alimentos ricos em ômega 3, como peixe, sementes de chia e frutos secos;

Alimentos ricos em cálcio – sementes de sésamo, nabo;

Ovos – 2 a 3 por semana;

Cereais – arroz, batata, massa integral;

Azeite.


Dieta na Menopausa


Durante a menopausa a dieta deve conter alimentos menos calóricos e alimentos ricos em cálcio para fortalecer os ossos e boas fontes de proteínas para manutenção dos músculos. Por isso, recomenda-se que a mulher dê preferência a estes alimentos e escolha um deles para comer em cada refeição. Por exemplo:

Café da manhã: 1 copo de suco de laranja e 1 pão regado com azeite;

Almoço: 1 ovo cozido, 1 inhame cozido e legumes e vegetais de cor verde escuro e cor de laranja;

Lanche: 1 copo de iogurte de soja com sementes de chia;

Jantar: 1 bife grelhado, salada fresca e arroz integral.

O ideal é que a mulher tenha consciência de que as mudanças hormonais típicas da menopausa não representam uma doença, mas a terapia de reposição hormonal pode ser útil para reduzir os sintomas e os incômodos desta fase.

Suplementos na menopausa


Os suplementos nutricionais na menopausa são de grande ajuda para manter a saúde da mulher. Alguns exemplos são:

Vitamina E: ajuda a combater as ondas de calor, a secura vaginal, sensibilidade nas mamas e contribui para a saúde da pele e das unhas;

Cálcio: cerca de 1,2 g de cálcio por dia é útil para ossos fortes;

Magnésio: ajuda a diminuir o risco de doença cardíaca e baixar a pressão arterial;

Vitamina C: ajuda a fortalecer o sistema imune e quando presente em produtos cosméticos é útil para garantir a beleza e hidratação da pele.

Vale ressaltar que ao tomar um suplemento de cálcio é importante tomar também o suplemento de magnésio para garantir a absorção de ambos. Além disso, independente do suplemento o mesmo só deve ser tomado sob orientação médica.

Se você trabalha como nutricionista e gosta de estar sempre atento (a) as questões relacionadas a saúde da mulher, saiba que o Incursos possui uma especialização que conta com o módulo ‘Sistema Endócrino e terapia de Reposição Hormonal com atenção a menopausa e andropausa’. Conheça e faça já sua matrícula na pós-graduação em Terapia Ortomolecular e Fitoterápica "Ênfase na Prática Clínica" no Incursos. Amplie seu conhecimento e se destaque no meio profissional.


Fonte: Tua Saúde

Imagem: 123RF