É notório que algumas pessoas sentem uma vontade maior de consumir doces do que outras e resistir a isso não é tarefa fácil. Seja após o almoço ou à noite depois do jantar a vontade de comer um alimento com açúcar é grande. Por isso, para quem deseja diminuir a ingestão de doces e aderir hábitos e alimentação mais saudáveis, saiba que dá para aprender dicas eficazes. Confira!

Consumir chiclete sem açúcar


De acordo com a nutricionista Vivian Goldberger, o ato de mastigar um chiclete sem açúcar faz com que a serotonina, hormônio associado ao prazer, seja liberado diminuindo a vontade de consumir doce. Então, vale aderir a dica e carregar chicletes zero açúcar na bolsa ou na carteira.


Cheirar um pedaço de chocolate


Pode até parecer algo muito difícil de fazer sem conseguir comer, mas, diante de uma vontade muito grande de comer doce o fato de cheirar um pedaço de chocolate faz com que os receptores do cérebro ligados com as sensações de prazer sejam enganados e a vontade minimizada.

Alimentos ricos em triptofano


A substância que age na produção de serotonina, ajuda a reduzir o estresse e a ansiedade e ainda controla a vontade de açúcar. "Aposte em aveia, banana, maçã, canela, grãos em geral e castanha-do-pará", ensina a nutricionista.

Exercícios


A pratica de exercícios é capaz de estimular a liberação de hormônios responsáveis pela sensação de bem-estar, o mesmo efeito que o consumo de doces proporciona.

Evite olhar doces


Sabe aquela vontade de comer doce que vem quando você vê uma foto ou alguém comendo? Então! Para resistir é importante evitar ter doces em casa ou seguir nas redes sociais doceiras, padarias ou até mesmo programas de culinária na TV.


Coma de três em três horas


É fundamental estar com a alimentação em dia, pois, quando a fome vem a vontade de comer doces e carboidratos pode ser maior.

Tome café da manhã


Deixar o café da manhã de lado ou abrir mão dessa primeira refeição só aumenta a vontade de comer guloseimas. Isso porque o café da manhã garante disposição para as refeições do dia, evitando que seu organismo procure energias em outras fontes, como nos doces.


Consuma carboidratos com moderação


Os carboidratos, muito presentes em massas e pães, liberam insulina no sangue, e esse hormônio ativa a região cerebral responsável pelo apetite.


Coma frutas


Os doces contêm um açúcar chamado sacarose, que tem absorção rápida. Já as frutas contêm frutose, que demora para ser absorvida pelo organismo e, por isso, prolonga a sensação de saciedade.


Evite ficar ansioso (a) e estressado (a)


A dica é procurar fontes de prazer que sejam isentas de açúcar. O sexo, por exemplo, além de causar a sensação de prazer pode ajudar a eliminar algumas calorias.

E se não resistir e acabar comendo doces?


Nesse caso, é importante controlar a quantidade e não passar do limite. Coma doces em pequenas porções e somente uma vez no dia. Os doces que possuem castanhas ou frutas são ricos em fibras e gorduras boas, que fazem com que o açúcar seja absorvido lentamente, controlando o desejo e evitando ataques. "Comer como sobremesa também ajuda, já que as fibras de alimentos como verduras e legumes absorvem o açúcar, levando-o para fora do organismo e evitando os picos de insulina, que podem provocar acúmulo de gordura abdominal", alerta Vivian. Já se você pratica atividade física regularmente, deixe para comer um docinho uma hora antes do treino. As calorias serão queimadas sem dificuldade.

Se você atua na área da nutrição, agronomia, biomedicina, engenharia de alimentos, entre outros meios profissionais, e deseja aprimorar seu conhecimento sobre a qualidade e gestão de alimentos esse é o momento certo para começar sua pós-graduação em Gestão da Qualidade, Produção e Higiene de Alimentos no Incursos. Se torne um (a) especialista no assunto e saia na frente no mercado de trabalho.



Fonte: M de Mulher

Imagem: 123RF