O arroz é um alimento que se tornou essencial no dia a dia do brasileiro. Seja no almoço ou na janta o casamento de arroz e feijão não costuma faltar. Mas, muitas pessoas começam a dieta e decidem eliminar esse cereal do cardápio diário. No entanto, o que muitos não sabem é que dá para substituir o uso do arroz por outros alimentos. Veja quais são os quatro alimentos principais que possuem visual e textura semelhante ao grão.


Quinoa


A quinoa é um alimento nativa da região dos Andes, na América do Sul, e considerado um superalimento pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e a Agricultura (FAO). Com muitas propriedades nutricionais a quinoa é fonte de proteínas, sendo 4,4 g a cada 100 g do grão cozido, e vitaminas do complexo B. Além disso, os grãos do alimento possuem todos os aminoácidos necessários para o funcionamento do organismo.


Após cozida, a quinoa, fica com um aspecto semelhante ao do arroz integral. O sabor é neutro e o tempo de preço é praticamente o mesmo do arroz. As cores do grão variam em branco, preto e vermelho.


Cevadinha


Chamada de cevadinha, a cevada em grãos apesar de ser associada à cerveja também integra como alternativa alimentar bastante nutritiva. O alimento pode funcionar como acompanhamento nas refeições, pois, contém sabor neutro, fácil de preparar por ter o mesmo modo de preparo do arroz tradicional. Outro detalhe da cevadinha é que os grãos são fonte de proteínas com 5,52 g a cada 100 g cozido, contendo também ferro, cálcio, zinco, selênio e vitaminas A e B.


Cuscuz marroquino


Esse alimento é originário do norte da África, na região do Magrebe, onde se localiza o Marrocos. O cuscuz marroquino é uma massa feita com a semolina, uma espécie de farinhas resultado da moagem incompleta de cereais, sendo o mais comum deles o trigo. O alimento ficou conhecido por ser uma opção de prato leve além de um clássico da culinária árabe.


O modo de preparo não é igual ao do arroz tradicional, porém é bem simples e consiste em hidratar a semolina em grãos com água quente entre 5 a 7 minutos. Seu sabor também é bastante neutro, e os temperos são bem-vindos na preparação. Essa opção também é fonte de proteínas, magnésio, fósforo, cálcio e vitaminas do complexo B.


Arroz de legumes


Para substituir o arroz dá para utilizar legumes como a couve-flor e o brócolis. Após passarem por trituração em um processador os vegetais adquirem aspecto parecido com o cereal. Para preparar o arroz de legumes é preciso, após triturar, refogar e cozinhar de forma rápida utilizando pouca água, pois, dessa forma o alimento não amolece demais e nem perde a textura similar ao arroz.


A couve-flor e o brócolis são ricos em vitaminas e minerais, mas não contém os mesmos aminoácidos presentes no arroz, nem a mesma quantidade de carboidratos. Sendo assim, essa opção possui menor valor calórico. Comparado com o arroz depois de cozido, a porção de 100 g de brócolis possui 26 kcal, a de couve-flor 16 kcal, ao passo que o arroz branco tradicional possui 130 kcal com a mesma quantidade.

No entanto, o arroz de legumes pode ser fonte de micronutrientes importantes como fibras, vitaminas do complexo B, potássio, além de conter sulforafano, um fitoquímico com capacidade de nos proteger contra radicais livres que vem tendo seu papel estudado na prevenção de alguns tipos de câncer.


Se você atua na área da nutrição e deseja ampliar seu conhecimento e melhorar suas técnicas profissionais, comece agora sua especialização em Terapia Nutricional Oncológica no Instituto Monte Pascoal. Seja um especialista no assunto e faça a diferença no mercado de trabalho.



Fonte: UOL

Imagem: 123RF