Os fungos possuem extrema importância na produção de certos alimentos e apesar de parecer que não já foram classificados como vegetais e também como protistas. Hoje em dia, os fungos são agrupados no reino Fungi. Este grupo inclui organismos diversos, que vivem em quase todos os ambientes terrestres e apresentam uma grande variação de formas e tamanhos.


Quando se trata do tamanho dos fungos eles podem ser desde microscópicos, formados por uma única célula (unicelulares), como é o caso das leveduras, até formas pluricelulares que atingem um tamanho considerável, como os bolores e os cogumelos. O maior fungo conhecido vive sob o solo de uma floresta nos Estados Unidos e ocupa uma área subterrânea de cerca de 9 km2.


Além disso, os fungos não produzem o próprio alimento e por isso são chamados de organismos heterótrofos. Eles dependem da ingestão de matéria orgânica, viva ou morta, para sobreviver. As espécies que se alimentam de matéria orgânica morta possuem um papel importante na decomposição de animais e vegetais e são chamadas de saprófagas.

A reprodução dos fungos pode ser tanto assexuada, através de brotamento, fragmentação ou produção de esporos, quanto sexuada, através do encontro de indivíduos de sexos diferentes.


O corpo das espécies pluricelulares é formado por duas partes: o micélio e o corpo de frutificação. O micélio corresponde a um emaranhado de filamentos longos e microscópicos chamados de hifas enquanto o corpo de frutificação é a estrutura reprodutiva destes fungos. Por exemplo, o bolor preto que cresce nos pães velhos, conhecido como mofo, corresponde ao corpo de frutificação. Já a parte que fica no interior do pão é o micélio.


Alimentos e bebidas com fungos


Diversos fungos podem ser ingeridos e não são prejudiciais para o consumo humano. É o caso dos cogumelos, como o champignon e o shitake. Apesar de muitas pessoas não saberem certos fungos são utilizados na produção de alimentos, como o pão e em bebidas alcoólicas, como o vinho e a cerveja.


Para produzir o pão são utilizadas as leveduras (Saccharomyces cerevisiae), também chamadas de fermento. Estes fungos realizam um processo chamado fermentação, através do qual produzem gás carbônico e álcool etílico a partir do açúcar. O gás carbônico, liberado neste processo, cria pequenas bolhas de gás no interior da massa, fazendo com que o pão cresça e fique fofinho.

Já para a produção de bebidas há um processo de fermentação com diferentes ingredientes. O vinho, por exemplo, é fabricado a partir da fermentação da uva. Já a cerveja é produzida através da fermentação da cevada.


Os fungos também são utilizados na fabricação de outros alimentos como queijos e bolos. Mas, para além disso, os micro-organismos também são utilizados em combustível como o caso do álcool.


Se você atua como nutricionista e quer ampliar seu conhecimento para se qualificar e estar melhor posicionado no mercado de trabalho, então, a especialização em Gestão da Qualidade, Produção e Higiene de Alimentos da Incursos foi feita para você. Faça a diferença e se torne referência profissional.



Fonte: UOL

Imagem: Envato Elements