Atualmente não é tão comum ver alguém dizer que pessoas morreram envenenadas por algo que comeram ou beberam indevidamente, porém, isso não significa que os cuidados com os alimentos devem ser reduzidos. Há uma infinidade de alimentos que proporcionam diversos benefícios além de trazer saciedade assim como existem aqueles que podem levar à morte e devem ser evitados. Por isso, confira a lista de alimentos que devem ser evitados.


1- Cérebro de macaco


O consumo desse órgão do animal possui relações com o desenvolvimento da doença de Creutzfeld-Jakob. Conhecida por ser degenerativa podendo destruir o cérebro da própria pessoa que adquiriu a doença.

O alimento apesar de ser inusitado costuma ser consumido cru, cozido ou assado, além disso, costuma ser mais servido na Ásia. No entanto, a melhor opção é evitar a ingestão de cérebro de macaco.

2- Absinto


Popularmente conhecida como "fada verde" a bebida contém a toxina tujona que normalmente é encontrada em caruncho, uma das substâncias que faz parte da composição do liquido. O absinto pode causar desde alucinações até suicídio, tuberculose e epilepsia.


Apesar dos perigos causados, se for ingerido em pequenas quantidades não causa nada além de tontura. A bebida costuma ser mais consumida na região da Europa.


3- Sambucus (elderberry)


Genêro botânico presente nas árvores conhecidas por sabugueiro, o alimento possui cianetos em suas folhas, galhos e sementes. A substância contida pode levar a pessoa a ter enjoos e até convulsões.

O sambucus pode ser consumido desde que seja cozido corretamente, esteja totalmente maduro, além de eliminar as partes tóxicas.


A incidência do alimento é comum no mundo todo.


4- Castanha de caju


Apesar de ser muito usada na culinária, o alimento pode fazer mal se estiver cru. Na versão crua o alimento contém uma substância chamada urushiol, que também é encontrada na hera venenosa. Por isso, mesmo em grandes quantidades pode ser fatal.

Entretanto, a castanha de caju pode ser consumida, mas, é necessário passar por um processo de cozimento no vapor antes para evitar que a presença da substância urushiol.


5- Carambola


O perigo do consumo da carambola está no fato da fruta conter neurotoxinas que podem afetar o sistema nervoso e até mesmo o cérebro. Além disso, também é encontrado na carambola a caramboxina que pode ser péssima para quem possui doenças renais.

Porém, a carambola pode ser consumida com moderação desde que a pessoa não tenha histórico de problemas nos rins.


6- Feijão-vermelho


O feijão-vermelho além de ser muito conhecido também costuma ser saboreado pelas pessoas que gostam do alimento, mas, a substância fitohemaglutinina, tem capacidade "aglutinante" nas células do sangue.

É por essa razão que antes de ser servido, o feijão-vermelho precisa ser fervido por pelo menos 10 minutos. Se não passar por esse tempo de fervura a toxidade do ingrediente é maior.


7- Semente de damasco


Conhecida por ser uma fruta mais exótica aqui no Brasil, o damasco in natura contém semente tóxica em baixas doses e letal em altas concentrações. Isso porque há glicosídeos cianogênicos que podem causar sintomas de envenenamento, paralisia muscular e respiratória.

O damasco propriamente dito pode ser consumido livremente mas, a semente da fruta nunca deve der ingerida.


8- Durio (Durian)


Com fruto espinhoso, o durio ou durian contém ácidos graxos de ciclopropano e se for feito sem cozinhar pode causar náusea, vômitos e diarreia. Caso a fruta seja combinada com álcool, a ingestão pode ser fatal.

9- Cicuta verde


Apesar de ser pertencente a classe dos cogumelos, o circuta verde não deve ser consumido. Em doses pequenas provoca vômitos e dores abdominais, mas, em grandes quantidades pode causar danos no fígado, coração e nos rins, e acabar sendo fatal.


10- Broto de feijão


A planta pode ser mortal porque os brotos simulam a temperatura e ambiente do corpo humano para a reprodução da bactéria E.coli, salmonella e listeria. E essas bactérias podem ser mortais.


No entanto, o broto de feijão pode ser consumido desde que se conheça a origem da planta.


Se você atua na área da nutrição e gosta de estar atento as curiosidades que surgem no seu campo de atuação, então, se atualize ainda mais e comece sua especialização em Gestão da Qualidade, Produção e Higiene de Alimentos na Incursos. Aperfeiçoe suas técnicas profissionais e saia na frente no mercado de trabalho.


Fonte: Engenharia É

Imagem: Envato Elements