Neste sábado, 31 de agosto, é comemorado o dia do profissional nutricionista. É por intermédio dele que conseguimos realizar uma alimentação de forma saudável e equilibrada, proporcionando um bem-estar físico.

Segundo a Nutricionista Morganna Mayra, que trabalha em nutrição clínica, uma área voltada para tratamento e prevenção de enfermidades, atuando em consultório e domicilio, ela busca auxiliar os seus pacientes por meio de escuta ativa, dando mais ênfase ao seu serviço. A tarefa é realizada em conjunto com os seus pacientes, executada por uma avaliação física, por meio de medidas, peso, altura, circunferência, percentual de gordura e músculo.


"Entrego plano alimentar individualizado de acordo com o cotidiano dele, respeitando as preferências, tendo também receitas e materiais para auxiliá-lo na adesão ao tratamento e trabalho com metas e resoluções de seus problemas mediante o emprego de materiais didáticos e educação alimentar e educacional. Meu campo de atuação é por uma nutrição sem restrição, voltada para o campo de emagrecimento e reeducação alimentar", afirma.


Para Morganna, o papel do nutricionista é orientar o indivíduo ou grupos a se alimentar de forma correta, de acordo com a sua condição social, econômica e cultural, aproximando-o de sua realidade. A alimentação deve ser cuidadosa desde o nascimento até a fase adulta. A profissional destaca a importância do nutricionista para a área da saúde, em que o mesmo tem a responsabilidade de executar um trabalho eficaz, obtendo um resultado desejado pelo paciente.


"O profissional possui formação generalista, humanista e crítica. Capacitado a atuar visando a segurança alimentar e a atenção dietética, em todas as áreas do conhecimento em que a alimentação e nutrição estejam inseridas, desejando a promoção, manutenção e recuperação da saúde e prevenção de doenças de indivíduos ou grupos populacionais", enfatiza Morganna.


Segundo ela, existem alguns empecilhos na atuação do profissional, como por exemplo, a falta de valorização dentro do mercado de trabalho e concursos, sendo oferecido também salários baixos e consultas baratas por empresas e pessoas. Outro fator é o piso que não é executado e, em alguns casos, blogueiras e coach tentam exercer o serviço sem uma qualificação adequada, além de ter a apresentação de famosas "receitas milagrosas" em revistas, tv e outros veículos de mídia que contribuem para isso.


O curso de nutrição, além de abordar a área clínica, é um campo bem abrangente, podendo atuar nos serviços de Anatomia, Patologia, Bioquímica, Vigilância sanitária, Psicologia aplicada a nutrição, dentre outras atividades a serem praticadas pelo profissional.

Mayra realça os requisitos que devem ser adquiridos pelo nutricionista em busca de destaque no mercado. "Estudar bastante, desde a formação na faculdade. Você tem que ser diferenciado, participar de pesquisas cientificas, ligas acadêmicas, monitorias, apresentar trabalho em congressos. Ao se tornar um profissional continuar sempre se atualizando, com pós-graduação, congressos, cursos, promovendo atendimentos humanizados independente da área de atuação", explica.


A nutricionista conta porque decidiu escolher este caminho. "Eu decidi escolher atuar nessa profissão porque desde criança sou apaixonada pela função dos alimentos no corpo humano, sendo bastante poderosos em ajudar, recuperar e promover mais saúde".

Por Raquel Lima