Alimentação é a base de uma vida saudável, principalmente aos idosos que necessitam de cuidados mais específicos devido a fragilidade do corpo. Por isso, é importante saber balancear as atividades rotineiras com alimentação adequada. Em entrevista ao Minuto Nutrição, a Nutricionista Lucileia Dias, destaca a influência da atuação nutricional nos cuidados para o idoso.

MINUTO NUTRIÇÃO: Como equilibrar a alimentação na realização de atividade física?

LUCILEIA DIAS: O papel do nutricionista é procurar ofertar ao paciente uma quantidade de proteína maior, porque as pessoas na terceira idade possuem uma condição de massa inferior a massa gorda, e eles muitas vezes não fazem consumo de carne de origem animal. Então, quando o paciente opta por atividade física, a gente opta por alimentos suplementares.

MINUTO NUTRIÇÃO: Quais nutrientes são responsáveis por manter a saúde do idoso de maneira mais leve e saudável? E quais alimentos contraindicados?

LUCILEIA DIAS: O nutriente mais saudável é o ômega 3, além desse, alimentos que possuem antioxidantes, cálcio, zinco e vitamina D também auxiliam a manter a saúde do idoso. Já os contraindicados, além dos produtos industrializados, tem aqueles com maior quantidade de açúcar, e alimentos expostos a fritura e temperatura muito alta.

MINUTO NUTRIÇÃO: Por que é importante ressaltar os cuidados nutricionais para os idosos?

LUCILEIA DIAS: É nessa fase da vida que eles estão escassos de cuidados, então por viverem sozinhos, eles acabam tendo problemas psicológicos, como por exemplo, depressão, isso resulta em uma má alimentação, gerando um hábito no qual eles não conseguem ingerir nutrientes suficientes.

MINUTO NUTRIÇÃO: Por que os idosos têm essa deficiência de nutrientes?

LUCILEIA DIAS: Por conta da má alimentação, seja por doenças ocasionadas geralmente nessa fase da vida, como disfunção neurológica e demência, como o caso do Alzheimer, se você consome alimentos como anti oxidantes e integrais ao longo da vida, você consegue prevenir a doença, para pessoas que têm, alguns estudos mostram que uma boa alimentação pode retardar os sintomas para que o indivíduo possa viver por mais tempo.

Contudo, além das informações dadas pela profissional, Lucileia alerta que os nutricionistas devem perceber a importância dos idosos dentro da sociedade, não só apenas no cuidado alimentar de um adulto, mas aquele que já está na fase da terceira idade, que esteja buscando uma melhoria de vida. Segundo ela, a terceira idade está crescendo atualmente, e os nutrientes são essenciais no processo de longevidade.


Raquel Lima Souza