A Maneira mais eficaz de perder peso de acordo com a ciência, quando se trata disso, qual dessas coisas fará uma diferença maior em ajudá-lo a atingir suas metas de perda de peso?


É realmente melhor ir a academia quatro vezes esta semana ou pedir uma salada em vez de batatas fritas no almoço?

Perguntamos a Philip Stanforth, professor de ciência do exercício na Universidade do Texas e diretor executivo do Fitness Institute of Texas.

Perguntado se a dieta ou o condicionamento físico eram mais importantes para a perda de peso, e sua resposta foi surpreendente.

Os estudos tendem a mostrar que, em termos de perda de peso, a dieta desempenha um papel muito maior do que o exercício.


Aqui está o porquê:


O exercício requer tempo e esforço consistente, e leva mais tempo para ver seus resultados, disse Stanforth.

Também queima muito menos calorias (e leva muito mais tempo) do que a maioria das pessoas pensa.

Alternativamente, existem vários alimentos ricos em açúcar, gorduras e alto teor calórico que podemos cortar de nossa dieta.

Para ver uma mudança muito grande em nossa cintura, às vezes em um período de tempo relativamente curto. Stanforth coloca desta forma:

"Você teria que andar 56 quilômetros para queimar 3.500 calorias.
Isso é um monte de caminhada. Mas se você deixar de comer, uma barra de chocolate pode deixar de ingerir, digamos, 400 calorias.
Vai ser muito mais fácil cortar a barra de chocolate do que fazer 8 quilômetros de caminhada todos os dias ".



Vários estudos respaldam a sugestão.


Uma grande revisão de 20 estudos envolvendo mais de 3.000 pessoas de Maneira mais eficaz de perder peso de acordo com a ciência é revelador.

Publicados no American Journal of Clinical Nutrition em 2014.

Descobriu que dietas ricas em proteínas estavam associados a melhores resultados em termos de ajudar as pessoas a manter peso.

Fora após um período de dieta reduzida em calorias, quando comparado com o exercício.


Mais Estudos.


E uma revisão de 2011 analisando a relação entre massa gorda e atividade física em crianças concluiu que ser ativo provavelmente não é o fator determinante no peso insalubre em crianças.

Ainda assim, o exercício pode entrar em jogo mais tarde.

Outros estudos , por exemplo, sugerem que as pessoas que perdem peso e o evitam, comem direito e se exercitam regularmente.

Além disso, o exercício tem outros benefícios, desde ajudar a melhorar nosso humor e proteger nosso corpo dos efeitos prejudiciais do envelhecimento.

Até nos ajudar a controlar os sintomas de estresse, depressão e a ansiedade.

E construir e manter músculos pode muitas vezes significar que seu corpo realmente queima mais calorias ao longo do dia.

Então, se você quiser perder peso em 2018, considere ajustar sua dieta.

E se você quiser mantê-lo, mova-se.


Regime de Índio


Uma das pesquisas mais interessantes sobre o assunto foi conduzida pelo antropólogo americano Herman Pontzer, da Universidade Hunter de Nova York.

Ele analisou o comportamento de uma tribo remota da Tanzânia que vive da caça e da coleta.

Durante 11 dias acompanhou os hábitos de 30 pessoas dessa sociedade, coletando informações sobre a queima calórica de todas elas.

As análises foram feitas com o auxílio de uma técnica que consegue medir a quantidade de dióxido de carbono que é liberada à medida que o organismo gasta energia.

O pesquisador esperava encontrar resultados que mostrassem que aquela tribo queimava muito mais calorias do que as pessoas que vivem nas sociedades modernas.

O grupo estudado na Tanzânia costumava se movimentar com frequência durante o dia e era formado por pessoas magras.

Entre as atividades, era comum correr para perseguir animais durante a caça, subir em árvores, plantar e empilhar alimentos.

Surpreendentemente, o gasto de energia entre os integrantes da tribo estudados foi o mesmo que é observado entre pessoas dos Estados Unidos e Europa, que levavam uma vida comum.

O estudo, embora pequeno, reforça a ideia de que a atividade física tem efeitos modestos na perda de peso.


Efeito Rebote.


Há também as linhas de pesquisa que analisam o efeito rebote dos exercícios na alimentação.

Fazendo uma associação entre a prática de atividade física e a quantidade de alimentos consumidos.

estudo realizado em 2009 por um grupo de pesquisadores americanos revelou que as pessoas tendem a aumentar o consumo de alimentos após fazer exercícios.

Seja porque acreditam que a queima calórica durante a atividade foi suficiente para compensar a refeição, seja porque simplesmente sentiram mais fome.

É como se as pessoas superestimassem o valor da atividade praticada e por isso comessem mais.

Importância dos Exercícios.


Para o fisiologista e matemático Kevin Hall, a Maneira mais eficaz de perder peso de acordo com a ciência, uma fatia de pizza seria capaz de desfazer todo o esforço adquirido durante horas de exercício.

A importância da atividade física para a saúde, contudo, não é questionada e se mantém fundamental para um corpo e mente saudáveis.

Os benefícios vão desde a redução da pressão arterial, das taxas de triglicérides no sangue e dos riscos de desenvolver diabetes tipo 2 até melhor desempenho em habilidades cognitivas.

Isso não significa que você deve levar para sempre uma vida sedentária.



O exercício.


O exercício tem outros benefícios, como ajudar a impulsionar o nosso humor, proteger o nosso corpo contra os efeitos nocivos do envelhecimento, ajudar a controlar os sintomas de estresse, depressão e ansiedade.

E a construção e a manutenção muscular muitas vezes pode significar que o seu corpo vai realmente queimar mais calorias durante o dia.

Então, se você quer perder peso em 2018, considere ajustar sua dieta.

E se você quiser mantê-la, faça exercícios.

Ainda assim, o exercício não deve ser descartado totalmente.

Ele é importante para a saúde em diversos outros aspectos, e pode sim ajudar a mantermos um peso saudável.


Maneira mais eficaz de perder peso de acordo com a ciência.


Alguns estudos, por exemplo, sugerem que as pessoas que perdem peso e mantêm-se em forma são as que comem direito e se exercitam regularmente.

A atividade física também comprovadamente ajuda a melhorar o humor, a proteger nossos corpos contra os efeitos prejudiciais do envelhecimento, a gerenciar os sintomas de estresse, depressão e ansiedade e a construir e manter músculos.

Depois de realizar diversos estudos, os cientistas chegaram a uma conclusão bastante inequívoca:

O jeito mais eficaz de perder peso é fechando a boca.

Não parece uma grande novidade, mas, na verdade, os dados são importantes quando se trata de analisarmos os benefícios e vantagens de dietas e exercícios.


Eficácia das atividades físicas.


O exercício requer tempo e esforço consistente, e leva mais tempo para mostrar os resultados.

Eles também queimam muito menos calorias e levam muito mais tempo do que a maioria das pessoas pensam.

Como alternativa, existem vários alimentos ricos em açúcar, alto teor de gordura e calórico que podemos cortar de nossas dietas e podemos ver uma mudança muito grande em nossa cintura, às vezes em um período de tempo bastante curto.

Você tem que andar 56 quilômetros para queimar 3.500 calorias.

Mas se você olhar para a dieta, uma barra de chocolate pode ter, digamos, 500 calorias.

Vai ser muito mais fácil cortar a barra de chocolate do que andar 8 quilômetros todos os dias.


Novas Descobertas.


Uma grande revisão de 20 estudos envolvendo mais de 3.000 pessoas publicados no American Journal of Clinical Nutrition.

Descobriu que dietas de alta proteína e substitutos de baixa caloria para refeições mais pesadas.

Foram relacionados com melhores resultados em termos de ajudar as pessoas a manter o peso após um período de dieta reduzida, em calorias quando comparados com o exercício.

E uma revisão de 2011 olhou para a relação entre a massa de gordura e atividade física em crianças e concluiu que ser ativo não é provavelmente o fator determinante no peso saudável em crianças.

Você já ouviu a resenha? "Coma direito e se exercite."

Mas é realmente melhor ir à academia quatro vezes por semana ou pedir uma salada em vez de batatas fritas no almoço?

Os estudos tendem a mostrar que, em termos de perda de peso, a alimentação desempenha um papel muito maior do que o exercício a curto prazo.


Fonte de texto: idealemagrecer.com/

Fonte de imagem: veja.abril.com.br