Muitos veem as dietas Detox como sinônimo de emagrecimento, saúde e estratégia de limpeza de toxinas do corpo, mas a verdade é que faltam evidências que amparam a utilização desse tipo de dieta e, além disso, sua utilização não segue os princípios da alimentação considerada adequada e saudável que, segundo o Guia Alimentar para a População Brasileira, deve se adequar aos aspectos biológicos e sociais de cada indivíduo.

A Dieta Detox possui uma composição bastante heterogênea, mas geralmente inclui a modificação da dieta atual do indivíduo para uma de baixas calorias, desequilibrada em macro e micronutrientes, com grandes períodos de jejum e utilização de água pura, vegetais e frutas recém-processadas que, segundo os defensores da dieta, facilitam a fase I e ll do fígado para desintoxicação, seguida da indução à diurese (secreção de urina).

Porém, é preciso ressaltar que o processo de desintoxicação ocorre diariamente e de forma natural no corpo humano quando existe uma alimentação adequada e saudável, e que a radicalização na mudança da alimentação pela busca de efeitos imediatistas pode gerar riscos à saúde.

Além disso, a restrição de gorduras dentro da dieta Detox pode comprometer a absorção de vitaminas lipossolúveis, enquanto a drástica e prolongada restrição de proteínas pode prejudicar a formação de hormônios e reparação de tecidos, assim como impactar sobre os níveis de ferro, favorecendo o desenvolvimento de anemia.

A perda de peso prometida pela dieta é causada pela eliminação de líquidos do corpo, ou seja, os seguidores da Detox estendem o período da dieta por acreditar que estão emagrecendo, porém na verdade estão perdendo líquidos.

Assim sendo, é recomendado aos nutricionistas e à população que analisem profundamente orientações, anúncios e produtos muito divulgados que prometem facilidades, tendo em vista que as vezes a publicidade pode ter objetivo mais comercial do que de atender à saúde da população.

Concluímos, portanto, que antes de iniciar qualquer dieta, seja a Detox ou uma outra, o ideal é buscar o auxílio de um nutricionista devidamente registrado nos Conselhos Regionais de Nutricionistas e levem em consideração as recomendações existentes no Guia Alimentar para a População Brasileira, instrumento que apresenta um conjunto de informações sobre alimentação e nutrição que objetivam promover a saúde no âmbito individual e coletivo.


Fonte de conteúdo: ABNE

Fonte de imagem: Google