Todos nós já temos uma ideia de que o refrigerante não faz bem para a saúde, e isso vai muito além do fato de que ele engorda. Além de não possuir nenhum benefício nutricional, os refrigerante possuem corantes, conservantes, cafeína e uma grande quantidade de açúcar em sua composição, e mesmo as versões light e diet possuem adoçantes artificiais, que também não fazem bem ao nosso corpo.

O refrigerante traz grandes consequências ao nosso organismo, e em pouco tempo após o consumo já fazem com que nosso corpo responda negativamente, conseguindo alterar nossa pressão arterial, destruindo nutrientes essenciais para nós e ainda ajudando no acúmulo de gordura.

Segundo Andrezza Botelho, uma nutricionista de São Paulo, entenda o que acontece com nosso organismo do momento em que enjerimos refrigerante, até 60 minutos após o consumo:



  • 10 primeiros minutos após o consumo: Uma lata de refrigerante, que possui cerca de 350 ml do líquido, possui cerca de 10 colheres de chá de açúcar, sendo esta a quantidade total que deveria ser consumida em um dia inteiro. Essa grande quantidade ao ser ingerida toda de uma vez poderia, inclusive, causar vômitos, mas isso só não acontece devido ao fato de que a presença de ácido fosfórico reduz o gosto do açúcar.

  • 20 minutos após o consumo: A enorme quantidade de açúcar agora presente no sangue força a liberação de uma quantidade excessiva de insulina pelo pâncreas, sendo este o hormônio que ajuda na entrada da energia em nossas células. Como acontece uma ingestão muito grande de açúcar, ácido fosfórico e inúmeras toxinas, o fígado se sobrecarrega e transforma o açúcar recebido em gordura.

  • 40 minutos após o consumo: A cafeína presente no produto está completamente absorvida pelo organismo, o que faz com que haja dilatação na pupila, aumento da pressão sanguínea, e o fígado bombeia mais açúcar no sangue. Os receptores de adenosina, responsável por controlar a energia do organismo, são bloqueado no cérebro para evitar a ocorrência de tonturas.

  • 45 minutos após o consumo: Acontece o aumento na produção de dopamina, o que estimula os centros de prazer do corpo, o que, fisicamente, é a mesma reação que ocorro quando usamos heroína.

  • 50 minutos após o consumo: o ácido fosfórico empurra cálcio, magnésio e zinco para o intestino grosso, fazendo como que o metabolismo acelere. As grande quantidade de açúcar e outros adoçantes aumentam a excreção de cálcio na urina.

  • 60 minutos após o consumo: As propriedades diuréticas da cafeína começam a terem reações. Cálcio, magnésio e zinco começam, de fato, a serem eliminados, sendo estes nutrientes essenciais para vários órgãos, tomando como exemplo o coração e os ossos. Conforme a quantidade de açúcar no sangue vai obtendo queda em seus níveis, você começa a ficar irritado e sonolento.

Fonte de conteúdo: Terra

Fonte de imagem: Google