Indicada para o lanche das crianças, ótima pedida para quem quer emagrecer e não consegue ficar sem um docinho. Consumida por quem deseja enrijecer os músculos ou simplesmente por quem adora seu gostinho geladinho, a gelatina já faz parte do cardápio de muitas pessoas.

De acordo com uma pesquisa recente é preciso avaliar se realmente a gelatina é uma boa opção. Será que ela passou de "mocinha" para "vilã" da nossa alimentação?

A Pro Teste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor), divulgou uma pesquisa, no qual foi avaliado alguns pós para gelatina sabor morango de marcas diferentes, nas versões tradicional, diet e zero.

Ao analisar os componentes presentes nas gelatinas na versão tradicional encontrou-se açúcar em excesso, além disso duas marcas apresentarem adoçantes em sua composição, o que não é indicado para as crianças.

E a outra constatação importante foi que todas as gelatinas possuem um corante chamado amarelo crepúsculo. Na Europa existem leis proibindo o uso desse corante, pois está associado à hiperatividade e outros distúrbios de comportamento em crianças. Segundo a Pro Teste, a presença deste componente faz com que nenhuma gelatina seja aconselhada para crianças, já os adultos podem consumir, mas com moderação.

Diante desses resultados é importante que fiquemos atentos com a quantidade consumida deste produto. Para os que desejam emagrecer, assim como também indicação para o lanche das crianças, não esqueça que existem outras alternativas como sobremesa, exemplos: frutas, sucos, iogurtes, barra de cereais, etc.

Quem consome a gelatina devido ao colágeno, saiba que através de uma alimentação balanceada já temos a quantidade que o organismo precisa, além disso, cientificamente não há um valor de recomendação do colágeno por dia, por isso não é recomendado o consumo de gelatina para esta finalidade.

Fonte: Mais Equilibrio