Quem nunca ouviu falar em dieta sem glúten, sem lactose e dos possíveis benefícios que elas podem trazer? Mas nem tudo que se escuta por ai é verdade. Os alimentos sem glúten foram feitos para os pacientes celíacos que de fato não podem ter contato com essa proteína. Quanto aos sem lactose, a mesma coisa. Indivíduos que NÃO são intolerantes à lactose e passam a se alimentar como se fossem, correm o risco de se tornar de fato intolerantes.

É preciso cuidado, pois muitos deles não tem nada de saudáveis…. Quer um exemplo? Existe uma bolacha de chocolate no mercado destinada a celíacos, ou seja, ela não contém glúten, uma bolacha dessa linha (atenção: não é uma porção, estamos falando de uma bolacha) tem 140 calorias (uma simples e única bolacha de 10 g), além de 8 g de gordura e 0 g de fibras. Já uma bolacha integral simples tradicional (com glúten), uma bolacha (mesmas 10 g). tem 40 calorias, 2 g de gordura e 1,5 g de fibra….. Ou seja, a opção sem glúten, nesse caso para quem não é celíaco, definitivamente não faz sentido! O fato do produto ser isento de glúten não significa que ele é mais ou menos saudável.

Produtos sem glúten e sem lactose também não necessariamente são menos industrializados ou orgânicos. Eles podem conter excesso de gordura, açúcar, corantes, conservantes… Por isso, fique atento, se você não é celíaco, intolerante a lactose ou alérgico a PLV, pode sim consumir produtos isentos de gluten/lactose/PLV, mas faça a escolha correta. Opte por aqueles que tenham menos de 4 g de gordura total na porção e ao menos 1,5g de fibra. Leia além do rótulo, a tabela nutricional e não se deixe levar por modismos nada bem fundamentados.

Fonte: Vejas São Paulo