Desde a época dos primatas o homem pratica atividade física, porém os exercícios evoluíram com o passar dos séculos. As primeiras atividades físicas praticadas pelo ser humano eram fugas de animais predadores e lutas por áreas, praticamente inexistentes nos dias de hoje.

Essas atividades deram início ao que chamamos de esporte. Acredita-se que os gregos e os persas foram os pioneiros na prática esportiva. Os tempos mudaram, mas desde aquela época o ser humano vem se preocupando cada vez mais em ter uma boa qualidade de vida através dos exercícios físicos.

A luta corpo a corpo e com espadas, surgiu entre os egípcios por volta de 2.700 a.c. Na época, esse tipo de exercício tinha fins militares. As Cruzadas, organizadas pela Igreja durante os séculos XI, XII e XIII, exigiam um preparo militar que era constituído por exercícios corporais, ou seja, exercício físico. Entre as práticas, constavam alguns exercícios úteis para as guerras, tais como a luta, o manejo do arco e flecha, a escalada, corrida e saltos.

Os jogos, por sua vez, tinham caráter religioso, cujo objetivo era enobrecer o homem, fazendo-o forte e apto. Muitos jogos porém, tinham a única finalidade de divertir a comunidade, entre estes estavam a pelota, a pesca e a caça.

A primeira competição esportiva a que se tem conhecimento, foi uma corrida ocorrida no ano de 776 a.c., na Grécia. O futebol e o tênis, esportes bastante difundidos nos dias de hoje, tiveram sua origem na Idade Média. Uma das primeiras artes marciais foi o Kung Fu, há mais ou menos 5 mil anos, na China. Porém, apenas no século XVIII é que os primeiros conceitos e critérios começaram a ser estabelecidos no esporte.

A nutrição faz parte da vida dos atletas desde a Antiguidade, alguns atletas tinham crenças e tabus, e costumavam se alimentar de forma diferente antes das competições esportivas. Há relatos de 580 a.c. sobre atletas gregos que adotavam dietas especiais (Grandjean, 1997), porém nessa época ainda não existiam estudos científicos sobre a nutrição no esporte.

Apenas recentemente é que se conheceu a importância da nutrição para a melhora do desempenho do atleta na prática esportiva (Probat, Bird & Parker, 1993). O primeiro estudo a este respeito, data de 1924/1925 e foi feito com atletas corredores, que participaram da Maratona de Boston. Esse estudo demonstrou a importância da ingestão de carboidratos durante exercícios prolongados.

Nos anos 60, em pesquisas feitas sobre o glicogênio, foi descrita pela primeira vez a dieta da supercompensação, que consistia primeiro na diminuição do conteúdo de carboidratos da dieta seguida do aumento da sua ingestão acompanhado de uma diminuição na intensidade dos treinos a fim de otimizar os estoques de glicogênio muscular. O efeito desta prática era um aumento no tempo de resistência sem que ocorresse a diminuição da intensidade na prova. Esse tipo de conduta nutricional foi usado com sucesso por muitos atletas e é utilizado até hoje por alguns competidores.

No Brasil, a nutrição evoluiu muito nos últimos 40 anos e com ela a nutrição esportiva. Um dos primeiros trabalhos voltados para a nutrição no esporte foi feito pelo Dr. Sérgio Miguel Zucas, na década de 60 e 70. Nos anos 80 foi criado pela Secretaria de Esportes e Turismo do Estado de São Paulo o "Projeto Futuro" que contou com o trabalho de uma das nutricionistas pioneiras na área do esporte, Dra. Tânia Rodrigues. Esse projeto contava com um centro de treinamento composto por uma equipe multidisciplinar. Nos anos 90 a nutrição esportiva foi difundida entre os nutricionistas e atualmente esse campo de atuação profissional vem crescendo consideravelmente.

Grande parte dos atletas de elite contam com acompanhamento nutricional e os clubes e equipes esportivas têm solicitado cada vez mais a orientação nutricional para a conquista de um melhor desempenho nos treinos e competições.
[p]A preocupação com a qualidade de vida tem se tornado assunto de destaque em todo o mundo. A prática regular de esportes acompanhada de uma alimentação adequada, constituem o principal foco para alcançá-la, fazendo história nos consultórios, na vida das pessoas e principalmente no mundo dos esportes.

Fonte: RG Nutri